Cotidiano

Governador apresenta a empresários medidas econômicas para reduzir impacto da pandemia em empreendimentos





Durante reunião com empresários do comércio, restaurantes e outros segmentos, Waldez Góes explicou o cenário epidemiológico e as medidas de proteção à vida e à economia.

No início da tarde deste domingo, 21, o governador do Amapá, Waldez Góes, reuniu-se com representantes de entidades do ramo comercial, bares e restaurantes, de sindicatos e associações de empreendedores, para dialogar sobre o atual cenário epidemiológico do Amapá e os desafios a serem enfrentados por conta dos impactos ocasionados pela pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Durante a reunião, Góes apresentou os dados epidemiológicos do Amapá, as medidas de proteção à vida e à economia adotadas pelo Governo do Estado para minimizar os impactos da pandemia, gerando condições para as atividades econômicas se reerguerem nesse período.

Entre as medidas está o alongamento do prazo de adesão ao Programa de Refinanciamento de Débitos com o Fisco Estadual (Refis Verde), que agora oferece nova oportunidade para regularização tributária com adesão até 31 de agosto, para débitos gerados até 31 de dezembro e 2020.

Outra medida está dentro do Programa Amapá Mais Forte. O Governo fez novos aportes para fortalecer a economia e desburocratizar o acesso ao crédito através da Agência de Fomento do Amapá (Afap): R$ 7 milhões para as diversas linhas da AFAP, que continuará funcionando como atividade essencial, por agendamento (98400-2430); R$ 3 milhões para um fundo garantidor, viabilizando a flexibilização de garantias; R$ 4 milhões no FRAP para o setor primário.

“Estamos dialogando sobre o cenário, as medidas que adotamos e os desafios que enfrentamos. Mostramos como o atual cenário epidemiológico torna necessárias as medidas de proteção à vida vigentes no Amapá. Também apresentamos os programas que integram o nosso pacote de apoio, como linhas de crédito, refinanciamento e prazos de obrigações fiscais para fortalecer e estimular a economia local neste momento. Para vencermos essa pandemia precisamos da colaboração de todos”, afirmou o governador.

A reunião contou com a participação da Federação do Comércio do Estado do Amapá (Fecomércio), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Sindicato de Moveis e Eletrodomésticos, Atacadistas e Distribuidores, Associação dos Supermercados, Associação Comercial de Macapá, representantes do segmento de bares, restaurantes, confecção, magazines, turismo, hospitalidade, produtos de higiene, cosmético, beleza, entre outros segmentos.

 

Fonte: Portal Governo do Amapá - Anne Santos - Foto: Erich Macias/Secom