Cotidiano

Colégio de Procuradores elege procurador Jair Quintas para o cargo de corregedor-geral no biênio 2021/2023





O procurador de Justiça Jair José de Gouvêa Quintas foi eleito nesta sexta-feira (26), por aclamação do Colégio de Procuradores de Justiça do Ministério Público do Amapá (MP-AP), para o cargo de corregedor-geral da instituição no biênio 2021/2023. A função é responsável por orientar, fiscalizar e avaliar as atribuições funcionais e a conduta dos membros do MP-AP.

A procuradora-geral de Justiça do MP-AP, Ivana Cei, presidiu a reunião, com participação híbrida dos procuradores de Justiça do MP-AP. A eleição ocorreu devido a exoneração, a pedido, do procurador de Justiça Jayme Henrique Ferreira, do cargo de procurador de Justiça do Ministério Público do Amapá, que havia sido eleito corregedor-geral do órgão ministerial para o biênio 2021-2023, mas foi nomeado na última quinta-feira (25), pelo governador do Amapá, Waldez Góes, como novo desembargador do Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap), inclusive empossado na mesma data.

Durante a reunião, o Colégio de Procuradores homenageou a procuradora de Justiça Estela Maria Sá, que atuou como corregedora-geral da instituição nos Biênios 2017/2019 e 2019/2021. Eles exaltaram a excelência do trabalho desenvolvido por ela à frente do cargo.

Também na ocasião, os membros do Colegiado saudaram o corregedor eleito, destacaram sua experiência, competência e trabalho em prol da instituição. E, ainda, desejaram sucesso a Jair Quintas no novo desafio profissional.

"A trajetória do corregedor-geral eleito é exemplo para todos nós, pois ele ajudou a construir a história de luta do MP-AP em favor da sociedade amapaense. Parabéns ao procurador de Justiça Jair Quintas que tomará posse como titular da Corregedoria-Geral na mesma solenidade da minha recondução, no próximo dia 8 de março, para juntos caminharmos nessa importante missão de zelar por uma instituição forte e transparente, sempre buscando atender aos anseios da população do Estado", manifestou a PGJ do MP-AP, Ivana Cei.

Trajetória do corregedor eleito

O Ministério Público do Amapá foi criado no dia 24 de maio de 1991. Em 1º de outubro, com a posse do Colégio de Procuradores, composto por Romualdo Covre, Jair Quintas e Clara Banha, iniciou suas atividades, sendo o marco inicial da implantação do Ministério Público do Estado do Amapá. Portanto, o corregedor eleito, com 30 anos de parquet, foi um dos primeiros membros do MP-AP a atuar na defesa da ordem jurídica e fiscalização do cumprimento da lei no Estado.

Jair José de Gouvêa Quintas foi por duas vezes consecutivas procurador-geral de Justiça do MP-AP, de 2001 até 2005, e quatro vezes corregedor-geral do Ministério Público, nos Biênios 1993/1995; 1999/2001; 2013/2015 e 2015/2017.

Fonte: MP-AP - Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá - Gerente de Comunicação - Tanha Silva - Núcleo de Imprensa - Texto: Elton Tavares