Cotidiano

Comissão instituída pela PGJ avalia editais para concursos públicos do MP-AP





A comissão nomeada pela procuradora-geral de Justiça, Ivana Cei, para acompanhar a realização do VII Concurso Público de Provas e de Títulos para o ingresso na carreira do Ministério Público do Amapá e do Concurso Público para o Quadro Efetivo de Servidores da Instituição reuniu nesta sexta-feira (12), para avaliar os editais dos certames. Com participação presencial, e por videoconferência, os membros da Comissão do Concurso discutiram os pontos que precisam ser explícitos na publicação.

Os editais estão sendo elaborados pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), contratado para a realizar os dois Concursos Públicos: um com quinze vagas para Promotor de Justiça Substituto; e outro para provimento de seis vagas para Técnico Administrativo – área administrativa – e de quatro vagas para o cargo de Analista Ministerial – Assistente Social, Psicólogo e Tecnologia da Informação, além da formação de cadastro de reserva.

Para a reunião, foi convidada a coordenadora do Núcleo de Apoio Técnico e Administrativo (NATA), promotora de Justiça Gláucia Porpino Crispino, a fim de contribuir com informações acerca das atribuições dos cargos de analista, em virtude das demandas recebidas pelo Núcleo que presta assessoramento aos membros do MP em todo o Estado.

A PGJ, que preside a Comissão, ressaltou o esforço da administração superior do MP-AP para dar agilidade nesse procedimento para publicação dos editais, diante da necessidade de ampliação do quadro permanente, relembrando todos os ajustes administrativos feitos para que fosse possível adequar a realidade orçamentária e os limites impostos pela legislação para realizar as contratações.

 

“Nossa intenção era publicar, ainda em 2020, os dois editais, mas devido à pandemia e, posteriormente a crise energética no Estado, esse processo foi interrompido. Agora estamos procurando dar celeridade para que possamos suprir as carências de pessoal, sempre com foco na excelência do trabalho institucional”, informou Ivana Cei.

Participaram, ainda, da reunião, o secretário-geral do MP-AP, promotor Alexandre Monteiro, pela administração, e os integrantes da Comissão: procuradores de Justiça Nicolau Crispino e Estela Sá; os promotores de Justiça Vinicius Carvalho e Alcino Moraes; e a advogada indicada pela OAB/AP, Virgínia Rufino.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá - Gerente de Comunicação - Tanha Silva - Núcleo de Imprensa - Texto: Gilvana Santos