Política

‘Nós voltaremos’, diz Trump em discurso de despedida





O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quarta-feira (20) em discurso de despedida a seus apoiadores que voltará ao poder em algum momento.

“Digo adeus. Amamos vocês. Voltaremos de um jeito ou de outro”, disse Trump, em discurso na Base Aérea Andrews, minutos depois de deixar a Casa Branca, em Washington. "De novo, quero agradecer o vice-presidente Mike Pence, sua esposa Karen, e o Congresso – pelo menos alguns elementos funcionaram muito bem. Conseguimos coisas que ninguém acreditavam ser possível", continuou.

Antes, Trump afirmou que teve quatro anos incríveis à frente do governo dos Estados Unidos e que conseguiu conquistar muita coisa para o país.

“Reconstruímos a força militar dos Estados Unidos, criamos a Space Force, uma grande conquista. Tivemos aprovação de 91% entre os veteranos, algo inédito”, disse, se referindo a algumas de suas iniciativas na área militar. 

Sobre a economia norte-americana, Trump disse esperar que o governo de Joe Biden e Kamala Harris não aumente os impostos e destacou as inúmeras isenções fiscais durante sua gestão.

“Espero que não aumentem os impostos, mas se aumentarem, eu avisei”, disse. “Se não tivéssemos tido a pandemia, teríamos chegado a números absolutamente inéditos. Os números eram os melhores até fevereiro do ano passado. Tivemos o impacto da pandemia, o mundo todo teve, mas reconstruímos o nível dos empregos. E a Bolsa de Valores também está em alta”, completou.

Ele disse ainda que nos próximos meses devem começar a aparecer “números incríveis” no país e pediu para que as pessoas se lembrem de seu governo quando isso acontecer.

“Estou falando de elementos da nossa economia que são um foguete decolando. Somos o maior país do mundo, maior economia do mundo e a despeito da pandemia, lidamos bem com essa situação, embora todos tenham sofrido.”

Sobre a pandemia do novo coronavírus, Trump disse que seu governo foi fundamental para conseguir o que chamou de “milagre da medicina”, ao se referir às vacinas contra a Covid-19. "Conseguimos duas [vacinas] e tem mais uma a caminho. De fato, é uma conquista e tanto", disse o republicano. 

Ele também destacou os 75 milhões de votos recebidos na disputa presidencial, o fato de ter indicado quase 300 juízes federais e 3 juízes para a Suprema Corte dos EUA.

"Ainda há o que ser feito e a primeira coisa é mostrar o respeito e amor às famílias incríveis que sofreram tanto devido ao vírus chinês, algo terrível que eles trouxeram ao mundo. Tomem muito cuidado", disse ele, falando de forma pejorativa sobre o novo coronavírus.

"Só gostaria de dizer que vocês são espetaculares. Este é um grande país e foi uma honra e privilégio ter sido presidente de vocês.Sempre lutarei por vocês", disse.

"Estarei observando e ouvindo e digo: o futuro deste país nunca foi melhor. Desejo muita sorte e sucesso ao novo governo. Acredito que eles terão [sucesso] porque estabelecemos o alicerce para isso acontecer. Colocamos o governo em uma posição jamais vista a despeito da grande peste que atacou o mundo. Não teria conseguido sem vocês."

Fonte: CNN Brasil