Saúde

Cerca de 10% dos macapaenses tiveram ou estão com coronavírus, mostra pesquisa





 

Uma pesquisa coordenada pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel) aponta que 9,7% da população de 503,3 mil habitantes de Macapá está ou esteve infectada pelo coronavírus durante a pandemia. A estatística aponta que são aproximadamente 50 mil casos registrados na capital, de acordo com a 1ª etapa da pesquisa.

Esse número está 13 vezes acima das estatísticas oficiais divulgadas em Macapá que apontam mais de 3 mil casos confirmados e outros 3 mil casos suspeitos. De acordo com a pesquisa, em um grupo de sete pessoas com coronavírus, apenas uma sabe que está infectada.

Além da capital, a cidade de Oiapoque também aparece no levantamento. Segundo os dados, já são 3,5% da população do município que esteve ou está com a doença.

O levantamento foi realizado durante uma semana, entre 14 e 21 de maio, para testar a presença da doença na população. Das 15 cidades com maior prevalência, 11 estão na região Norte: Breves (PA), com 24,8; Tefé (AM), com 19,6%; Castanhal (PA), 15,4%; Belém (PA), com 15,1%; Manaus (AM), com 12,5%; Macapá (AP), com 9,7%; Fortaleza (CE), com 8,7%; Marabá (PA), com 8,3%; Rio Branco (AC), com 5,4%; Parintins (AM), com 5%; Boa Vista (RR), com 4,5%; Oiapoque (AP), com 3,5%; Recife (PE), com 3,2%; São Paulo (SP), com 3,1% e Rio de Janeiro (RJ), com 2,2%.

No Amapá, a pesquisa entrevistou 500 habitantes e realizou aplicação de testes rápidos. Os domicílios e as pessoas foram escolhidos através de sorteio.