Saúde

Amapá está na faixa de emergência do Coronavírus, diz Ministério da Saúde





Com 107 pessoas infectadas e duas mortes registradas, o Amapá é o quinto colocado em todo o Brasil com maior incidência de COVID-19 e está entre os estados considerados em emergência por causa do número de casos da doença. Os números foram divulgados durante entrevista coletiva do Ministério da Saúde no fim da tarde desta quarta-feira (08).

De acordo com os dados, o Amapá tem 12,4 casos a cada 100 mil habitantes. A média nacional é de 7,5. Além dele, estão na faixa de emergência os estados de Amazonas (19,1), Distrito Federal (16,7), São Paulo (14,5), Ceará (14,1) e Rio de Janeiro (11,2). Segundo a pasta, essas unidades federativas registram incidência acima de 50% acima da nacional.

O Amapá diagnosticou, em menos de 24h, novos 59 casos de COVID-19. Dos 107 confirmados, 23 já estão curados e duas mortes registradas. A capital Macapá registra o maior número de casos, com 95 confirmados.

Como forma de evitar a propagação da doença, Governo do Amapá e Prefeituras dos 16 municípios adotaram medidas preventivas contra o Coronavírus. Entre elas está a suspensão das aulas na rede de ensino, funcionamento somente de atividades essenciais até às 19h e barreiras sanitárias para identificar suspeitos da doença. Os decretos que autorizam essas medidas encerram no fim do mês.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, alertou os gestores desses estados e pediu à população que tenha cuidado e colabore com as medidas determinadas para evitar a propagação da doença.

“Esses locais, extremo cuidado. Gestores, repactuem suas redes, ampliem seus leitos, administrem seus recursos humanos, otimizem seus EPIs. População: colabore. O vírus adora contato, adora que as pessoas desobedeçam a toda e qualquer racionalidade. É disso que ele se nutre pra se multiplicar. São sistemas de saúde, alguns, frágeis pra enfrentar isso num espaço curto de tempo”, disse.