Esporte

Neymar, Messi e Mbappé brilham, e PSG massacra Haifa por 7 a 2 na Champions





Quando Messi, Neymar e Mbappé estão inspirados, a chance de o Paris Saint-Germain vencer um jogo aumenta bastante. Foi o que aconteceu hoje (25), na quinta rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões. O trio MNM brilhou, empilhou golaços e comandou a vitória por 7 a 2 contra o Maccabi Haifa, de Israel.

Messi abriu o placar com um chute 'nojento' de três dedos. Em seguida, foi a vez de Mbappé bater no ângulo e ampliar. Neymar, curiosamente, anotou o seu mandando no mesmo canto dos companheiros. O primeiro tempo ainda teve um gol dos israelenses, anotado por Seck, e uma tabela do argentino e do francês que garantiu mais um bonito tento do canhoto.

Na etapa final, o lateral Seck voltou a castigar o PSG na bola aérea, diminuindo o marcador. Mas a noite era mesmo do trio: Mbappé fez mais um golaço e Neymar contou com ajudinha de Goldberg, que fez contra após jogada do brasileiro. Soler fechou o marcador, após receber passe de Messi.

Com a vitória, o PSG se garantiu no mata-mata da Champions. A disputa agora é pela liderança da chave H, já que os franceses têm os mesmos 11 pontos do Benfica —no momento, o Paris tem quatro gols a mais de saldo.

O PSG tem mais um compromisso pela fase de grupos: visitará a Juventus no dia 2 de novembro, às 16h (de Brasília). Já o Maccabi Haifa recebe o Benfica no mesmo dia e horário.

 

 

- Vinicius Junior e Rodrygo marcam, mas RB Leipzig supera Real Madrid

Com time misto, merengues jogam mal e sofrem primeira derrota na temporada. Resultado mantém disputa pela primeira posição do grupo F

Jogando em casa, o RB Leipzig buscou mais a vitória e saiu com ela no jogo contra o Real Madrid, nesta terça-feira, pela 5ª rodada do grupo F da Champions League. Vinicius Junior, de cabeça, e Rodrygo, de pênalti, marcaram para os merengues no fim de cada etapa, mas nunca a equipe espanhola, com uma escalação mista, esteve à frente do marcador. Gvardiol e Nkunku abriram o placar na pressão do time alemão nos primeiros 20 minutos de partida, e Werner marcou o terceiro no segundo tempo.

 

- Empate em 0 a 0 entre Borussia Dortmund e Manchester City decide Grupo G

Times se contentam com resultado e passam metade do segundo tempo praticamente só trocando passes

O empate em 0 a 0 entre Borussia Dortmund e Manchester City, nesta terça-feira, definiu com uma rodada de antecedência o Grupo G da Champions League. Satisfeitos com um placar que garantiatanto a liderança para o time inglês como a classificação às oitavas de final dos alemães, os dois times passaram quase todo o segundo tempo trocando passes, sem demonstrar competitividade em busca da vitória. Os torcedores no Signal Iduna Park vaiaram a partida na etapa final.

 

-Chelsea vence RB Salzburg na Áustria e se classifica às oitavas da Champions

Blues veem goleiro rival brilhar, mas conseguem resultado positivo com gols de Kovacic e Havertz

O Chelsea venceu o RB Salzburg fora de casa nesta terça-feira e garantiu classificação antecipada às oitavas de final da Champions League. Pelo Grupo E, na Áustria, os Blues encontraram Köhn, goleiro rival, bastante inspirado - salvou em três grandes chances de Aubameyang -, mas conseguiram fazer 2 a 1 com gols de Kovacic e Havertz, ambos em bonitos chutes no ângulo. Adamu marcou para os donos da casa, que permanecem na segunda posição até o jogo entre Dínamo Zagreb e Milan.

 

- Champions: Benfica vence, se classifica e elimina a Juventus

Time português bate italianos por 4 a 3 em grande jogo e vão às oitavas. Velha Senhora não caía na fase de grupos desde 2013/14

O Benfica teve mais uma noite de glória na Champions. E deu à Juventus uma despedida melancólica. Os portugueses receberam os italianos no Estádio da Luz, em Lisboa, venceram por 4 a 3, pela quinta rodada do Grupo H da competição, e se garantiram nas oitavas de final. A Velha Senhora, por sua vez, está eliminada. 

É a primeira vez que a Juventus cai na fase de grupos desde a temporada 2013/14, após oito temporadas. A derrota aumenta a pressão em cima do técnico Massimiliano Allegri, que vê sua equipe longe da disputa no título italiano.

Fonte: UOL - GE