Saúde

Desabastecimento: Oferta de vacinas são reduzidas em Macapá





A falta de abastecimento de vacinas do calendário de imunização infantil por parte do Ministério da Saúde tem afetado diretamente as Unidades Básicas de Saúde (UBS), em Macapá. Nos últimos meses, o ministério tem enviado doses reduzidas das vacinas pentavalente, BCG e DTP, tornando a cobertura vacinal insuficiente.

Por conta deste desabastecimento, a Coordenadoria Municipal de Imunização tem buscado alternativas para garantir que as unidades não fiquem sem as doses e as crianças possam ser imunizadas. O método será racionalizar o uso, aplicando somente as primeiras doses até que a situação seja regularizada. O reforço dessas doses só ocorrerá após normalização de abastecimento das vacinas.

Essa estratégia foi recomendada pelo Ministério da Saúde, que ainda não tem previsão de normalizar o envio das vacinas. Outras cidades brasileiras estão enfrentando o mesmo problema.

A aplicação da pentavalente e DTP funcionará apenas para a primeira dose. Para a segunda dose, os pais são orientados a procurar as UBS’s a partir de setembro, pois em agosto não haverá envio da vacina para a capital.

Já a aplicação da BCG funcionará como rodizio, sendo aplicada diariamente, das 8h às 17h, de acordo com o esquema de vacinação. Confira:

Segunda-feira: UBS São Pedro (Beirol), Policlínica (Unifap), UBS Cidade Nova e UBS Brasil Novo;

Terça-feira: UBS Rubim Aronovicht (Santa Inês), UBS Lélio Silva (Buritizal) e UBS Infraero II;

Quarta-feira: UBS Raimundo Hozanan (Muca), UBS Leozildo Fontoura (Jardim Marco Zero), UBS Marabaixo e UBS Perpétuo Socorro;

Quinta-feira: UBS Álvaro Corrêa (São Lázaro), UBS Marcelo Cândia (Jardim Felicidade II), UBS Pedrinhas e UBS Fazendinha;

Sexta-feira: UBS Rosa Moita (Nova Esperança), UBS Pacoval, UBS Novo Horizonte e UBS Coração.